Postagens

Mostrando postagens de 2017

Perdi o desejo sexual, e agora?

Imagem
Há caminhos que podem te levar à perda de desejos sexuais. Não se fruste consigo mesmo por isso. É muito mais do que se doar, é o gesto de também receber. O bloqueio pode ser gerado através das incessantes brigas, pela ausência de carinho e atenção ou até com a não aceitação de seu corpo.
Não entender cada ponto deste ultrapassa o controle sexual. Lembrando que o ato pode ser além de uma relação carnal, quando se é casal com vida ativa constante entre os dois, o tato ganha parte no sentimento (muito mais que amoroso), é de entrega e retorno dela. Cuidar do seu parceiro na hora da relação pode te ajudar a se descobrir mais.
Se ainda assim não sabe de onde parte a sua falta de interesse para o sexo, não se desespere. Busque auxílio de uma sexóloga, quebre o tabu. Não se canse, se ajude.
Deseja conversar mais? Marca uma consulta aqui no Espaço Sentire. Contato na Bio do Instagram @psicologamarialucia.
Até lá!

Sexologia, sexo e sexualidade: são sinônimos?

Imagem
Nesta semana o debate é acerta da sexologia, sexo e sexualidade, no nstagram @psicologamarialucia. Apesar de ouvir que um está atrelado a outro, é preciso entender que não são sinônimos.

A sexologia é a ciência que estuda e auxilia no entendimento do comportamento sexual do ser. E este comportamento envolve uma série de fatores que podem implicar ou não no ato sexual ao qual a psicóloga com especialização em sexologia pode ajudar. Estamos falando sobre fatores biológicos, psicológicos, sociais e culturais.

O sexo, por sua vez nada mais é do que o ato. No entanto, sabemos que a vida sexual é muito além de uma simples prática carnal. Cada um entende e tem intimidade com o seu corpo de formas únicas, por este motivo, precisamos falar sobre e quebrar tabus.

Tabus esses que também envolvem a sexualidade. Se não sabe o que é, podemos te explicar melhor: a sexualidade é o que você tem de mais íntimo. Está ligada à afetividade, a sua forma de ser e estar no mundo.

Quer saber mais? Me acompan…

Sexualidade e próstata: o que tem a ver?

Imagem
No mês do Novembro Azul, alertando para o cuidado relacionado ao câncer de próstata, não poderíamos deixar de falar o que esse fator pode implicar na vida sexual ativa. E quer saber? Ao contrário de uma cerca de tabús, logo te digo, não há impasse entre um e outro!
A única relação da próstata com o sexo está na produção de fluido seminal, mas é válido ressaltar que nada tem a ver com a potencialidade sexual do homem. Não é pelo sêmen que se abre a descarga de prazer, tão menos se faz a ereção. 
Assim, podemos afirmar que a relação entre a próstata e sexualidade está recheada de equívocos. Do ponto de vista fisiológico, muita da sensação de orgasmo deriva da sensação de ejaculação, que é feita pelas contrações simultâneas da próstata, vesículas seminais e músculos pélvicos, que fazem com que haja emissão da ejaculação. Há assim uma associação entre o orgasmo, a ejaculação e o funcionamento correto da próstata, mas reafirmo, não é a próstata que põe ou tira a sensação de orgasmo.
Está …

Como contribuir com o Novembro Azul

Se você, sabendo da importância da prevenção, deseja participar no Novembro Azul, aqui vão algumas dicas: Deixe o bigode crescer durante o mês de novembro! Se alguém perguntar, você já sabe o que dizer;Utilize roupas e acessórios azuis durante todo o mês para chamar a atenção para a causa;Pesquise sobre o câncer de próstata e se informe melhor sobre a doença;Ajude a desmistificar o exame de toque retal e incentive os amigos ou parentes mais velhos que nunca tomaram as medidas preventivas;Participe de eventos em apoio à causa;Se você é dono de um negócio, faça uma promoção na qual uma parcela do valor arrecadado será doado para uma instituição de pesquisa e tratamento;No site da Movember Foundation, você pode se informar sobre outras maneiras de se engajar! Artigo publicado originalmente no portal Minuto Saudável

Porque falar sobre suicídio é tão importante?

De acordo com a Organização Mundial da Saúde, 800 mil pessoas completam suicídio no mundo a cada ano. A cada 45 minutos uma pessoa tira a própria vida no Brasil. Mais que números, são pessoas, histórias, vidas que se perdem e que, em muitos casos, poderiam ser evitadas. Mas como fazer isso? Como perceber os sinais? O que fazer quando percebê-los?

Primeiramente, é preciso deixar claro que nem todos os casos de suicídio tem relação com transtornos mentais. Não é preciso ter depressão para pensar em tirar a vida. Fique atento a frases como "sou um peso na vida de todo mundo", "queria morrer", "eu não aguento mais" ou "todos ficariam mais felizes se eu não estivesse aqui". Mais que uma voz, seja ouvidos. Esteja lá. Deixe claro que você está lá para ouvir essa pessoa e ajudá-la.

Essas expressões não significam que a pessoa está querendo chamar atenção. São sinais de que ela precisa de ajuda. Não tenha medo de perguntar sobre os planos daquela pessoa.…

O dia a dia do Psicólogo

Imagem
Imagine ser um engenheiro. Você sabe que vai visitar uma obra naquele dia, que vai checar o andamento da construção e que no dia seguinte provavelmente fará isso outra vez. Ou imagine ser um carteiro. Todos os dias você percorre o mesmo trajeto para entregar encomendas, já até conhece os destinatários e sabe em quais casas deve correr antes do cachorro atacar. Tá, mas o que isso tem a ver com o Psicólogo?
É que esse tipo de profissional pode até saber quem são os “destinatários” que serão atendidos naquele dia, mas certamente não saberá antes quais serão os problemas discutidos e as soluções que devem ser encontradas. Cada sessão é diferente.
É lógico que é possível ter uma ideia diante do histórico do paciente, mas as questões levantadas por ele naquele dia podem ser diferentes – e devem ser diferentes ao longo da evolução das sessões.
Tudo isso só para dizer que essa é uma das vantagens da Psicologia. Você nunca tem certeza de qual será a encomenda do dia.

Educação sexual para adolescentes

Imagem
Pré estabelecemos o conceito de que conversar sobre sexualidade pode ser caminho para incentivo da prática sexual quando, na realidade, o diálogo pode servir como alerta. Esclarecer os pontos para adolescentes não significa resultar em entusiasmar precocemente o ato para eles. 
Encarar a sexualidade com positividade e responsabilidade, auxiliará os adolescentes a não banalizar a prática, tampouco fazê-la apenas por curiosidade e sede carnal. Os adolescentes querem saber mais sobre sexo, mas na maioria das vezes eles se sentem desconfortáveis em falar sobre isso com os adultos, logo, enfrentar a questão de forma correta é positivo para todos os lados.
Vamos, então, compreender que falar sobre sexo não tem que ser um incômodo. Ainda que, de início, pareça difícil, quebrar a barreira é um ótimo passo e rapidamente o desconforto desaparecerá. 
Se os jovens se acostumarem a falar sobre sexualidade com os adultos, serão capazes de falar sobre com os seus parceiros, em relação ao que gostam…

A Terapia e os Casais Homoafetivos

Imagem
"A terapia atende casais homoafetivos?" - Essa pergunta não é tão rara quanto deveria ser nos dias de hoje. A resposta é sim. Todos os casais - sejam eles formados por um homem e uma mulher, dois homens ou duas mulheres - têm seus problemas, suas dificuldades e seus obstáculos a serem superados. A terapia de casal está aí para contornar tudo isso.

Problemas de comunicação, divergências de religião ou pensamentos contrários quanto à maneira de criar os filhos, tudo isso afeta esses casais também.

A Sexologia também pode ser uma importante aliada, como na hora de superar questões como impotência sexual, dificuldades de atingir o orgasmo, e a falta de compreensão das necessidades e desejos do marido ou esposa.

Sexo pode ajudar na saúde?

Imagem
Muito mais do que prazer carnal, o sexo pode ser uma das melhores atividades físicas quando o assunto é cuidar da saúde - deixando claro que só ele não basta. Mas muito pode se ter benefício na vida sexual ativa. 
Estudos feitos pela Universidade de Queen’s, na Irlanda do Norte, e publicados no “British Medical Journal” acompanharam a vida sexual de 1000 homens afim de estabelecer comparação com a saúde. Entendeu-se que, aqueles que praticavam sexo com maior frequência, viam a expectativa de vida aumentada até duas vezes em comparação com aqueles que não praticavam o ato. 
Anos mais tarde, um desenvolvimento do mesmo estudo revelou ainda que os homens que tinham relações sexuais cerca de 3 vezes por semana, apresentavam um menor risco de sofrer um ataque cardíaco ou um acidente vascular cerebral, quando comparados com os restantes.
Por quê isso acontece? Com o aumento da frequência cardíaca, resultante do exercício físico, da atividade sexual, acaba por promover uma maior fluidez sanguín…

O que é a Psicologia da Gestalt?

Imagem
Olhe para essa imagem. O que você vê? Oito bolas pretas com traços brancos? 24 desenhos pretos? Oito bolas pretas com um cubo branco desenhado por cima? A maneira com que enxergamos um todo e suas partes diz muito sobre nós mesmos. É isso que estuda a Psicologia da Gestalt, desenvolvida por Wolfgang Kohler e Max Werteimer. 
Gestalt vem do Alemão e significa, literalmente, "forma". Essa teoria acredita que um todo é muito mais que apenas a união de pequenas partes e que unidas elas formam um terceiro elemento. O olho humano capta os elementos e o cérebro une em uma só forma os elementos semelhantes. 
Para tanto, foram formuladas seis leis que explicam esse fenômeno. A Lei da Semelhança, que diz que elementos que se assemelham em tamanho, cor e textura tendem a se agrupar; A Lei da Boa Continuidade, que fala sobre o alinhamento ser necessário para a harmonia da figura; a Clausura, que diz que as figuras tem que ter limites bem demarcados; a Proximidade, que diz que quando os …

Terapia familiar ou individual?

Imagem
Escolher entre a terapia familiar ou a individual geralmente causa dúvidas nos pacientes que procuram um psicólogo. Tudo vai depender da disponibilidade dos envolvidos e do que o psicólogo perceber que é necessário. Como assim? Vamos lá:

A terapia familiar, como o próprio nome já diz, trata de problemas do núcleo familiar. Falta de harmonia e divergências de pontos de vista são dois exemplos de uma infinidade de problemas que podem ser tratados pelo psicólogo nesse tipo de terapia.

Já a terapia de casal gira em torno das divergências entre cônjuges, que podem já ter formado uma família ou não. Em casos como esse, é comum que um dos dois tenha reticências com relação à terapia e não deve ser forçado a fazê-la. Cabe ao psicólogo perceber a necessidade de acompanhamento de um ou do outro – ou, ainda, dos dois.

Uma terceira possibilidade é de que os problemas do casal sejam relacionados à sexualidade. Nessa situação, o ideal é que um psicólogo especialista em sexologia faça o acompanhame…

Terapia de Casal pra quê?

Imagem
Entender a si mesmo já não é uma tarefa fácil. Quando estamos em um relacionamento sério surge o desafio de não só entender a si mesmo, como entender o(a) companheiro(a). É preciso ceder dos dois lados e esse exercício é diário. Afinal, você está dividindo a sua vida com alguém e cada ser humano é diferente em sua essência. Atritos são normais. O que não é normal é viver em clima de discussão porque um dos dois (ou ambos) não quer reconhecer um erro ou ceder um pouco. Isso é necessário para que o casal se encaixe e viva em harmonia.
É comum ouvir que, "no início tudo era maravilhoso, agora nada está bom"". O desentendimento é normal e um bom passo é entender que se pode melhorar e procurar auxílio, para que ambos possam reerguer a relação. É para isso que existe a terapia de casal. 
O papel do terapeuta especializado em terapia de casal é auxiliá-los na busca dessa harmonia e estabelecer uma ponte de conversa entre os dois. E muito mais do que pensam: casais homoafetiv…

O papel do sexólogo

Imagem
Tabu. Vergonha. Receio. Todas essas palavras podem ser utilizadas para falar de como o assunto "sexo" ainda é tratado nos dias de hoje. Na contramão de tudo isso está a Sexologia, ciência que estuda o comportamento sexual humano. Através dela, conhecemos as influências sobre como o ser humano lida com a sexualidade.
Isso inclui toda e qualquer dificuldade que possa aparecer, desde os aspectos biológicos até os psicológicos, como por exemplo: dificuldade de atingir o orgasmo, ejaculação precoce ou retardada, diminuição do desejo, ansiedade de desempenho, conflitos e traumas. A função do sexólogo, nesses casos, é proporcionar um ambiente em que o paciente se sinta confortável para conversar e, assim, descubra os motivos que o levaram a um determinado obstáculo. 
Diversos fatores podem desencadear as dificuldades citadas: baixa autoestima, traumas de infância, conflitos religiosos e morais, entre outros. Nesse processo, o profissional o ajuda a solucionar e contornar esses pro…

Você sabe o que é Gestalt-Terapia?

Imagem
Por: Equipe Sentire

Sejam bem vindos de volta ao blog do Espaço Sentire. A partir de hoje, toda sexta-feira você terá acesso a novos textos sobre a Psicologia e suas abordagens. Já marca aí na agenda, hein? No texto de hoje, você vai descobrir um pouco sobre a Gestalt-Terapia, uma linha de trabalho da psicoterapia em que o psicólogo ajuda o paciente a enxergar todo o seu potencial que pode estar escondido. 
O grande diferencial desta terapia é que ela foca no aqui e agora, na situação em que o paciente se encontra, e não nos diversos motivos que podem tê-lo levado a uma determinada situação. Considerando que o ser humano está em um constante processo de evolução e desenvolvimento, a Gestalt busca unir o lado já conhecido pelo paciente e partes de si mesmo que ele talvez não conheça ainda. 
É apostando também no contato do ser humano com o mundo ao seu redor que a Gestalt propõe aos pacientes uma interação não só consigo mesmo, mas com tudo que os cerca. Dessa forma, é possível não só …

Sempre atrasada? Veja algumas dicas para mudar esse hábito

Imagem
Por Tânia Oliveira, psicóloga

Chegar sempre atrasada aos compromissos pode ser um problema. Se eles forem profissionais, isso pode te render até uma demissão. Já se você se atrasa para encontrar os amigos, eles podem se indispor e nem te chamar para alguns encontros. Se como resolução de Ano Novo você prometeu não ser mais uma pessoa atrasada, é preciso se organizar e seguir algumas dicas de pessoas pontuais, reunidas pelo site “Pop Sugar”. Veja só: Se planejar Pessoas que estão sempre atrasadas geralmente subestimam o tempo que elas levam para ficar prontas. Elas falam que estarão no compromisso em meia hora, quando ainda precisam tomar banho, se arrumar e ainda levar tempo no trânsito até o local. As pessoas pontuais calculam o tempo correto antes de marcar um evento com outra pessoa. Tente então ser mais realista e prestar atenção no quanto você demora para fazer cada coisa. Não procrastinar Para ser pontual, é preciso fazer as coisas na hora, não deixar tudo para o ú…

Até 2020, a depressão será a doença mais incapacitante do mundo, diz OMS (Por Revista Pazes - janeiro 18, 2017)

Imagem
Por Cláudia Pinho
Ela chega de mansinho, assim como quem não quer nada. Num dia, você acorda triste, desanimado. No outro, bate uma sensação de vazio e uma vontade incontrolável de chorar, sem qualquer motivo aparente. A depressão é assim, um mal silencioso e ainda mal compreendido – até mesmo entre os próprios pacientes. Considerada um transtorno mental afetivo, ou uma doença psiquiátrica, a depressão é caracterizada pela tristeza constante e outros sintomas negativos que incapacitam o indivíduo para as atividades corriqueiras, como trabalhar, estudar, cuidar da família e até passear. De acordo com OMS (Organização Mundial de Saúde), até 2020 a depressão será a principal doença mais incapacitante em todo o mundo. Isso significa que quem sofre de depressão tem a sua rotina virada do avesso. Ela deixa de produzir e tem a sua vida pessoal bastante prejudicada.


Atualmente, mais de 120 milhões de pessoas sofrem com a depressão no mundo – estima-se que só no Brasil, são 17 m…

8 sinais preocupantes de que você está esgotado mentalmente

Imagem
Por Marilia de Andrade Conde Aguilar
Você já se sentiu tão esgotado a ponto de não ter mais motivação de fazer nem aquilo de que gosta? Já se sentiu tão pra baixo a ponto de não conseguir ver alegria no que faz e tudo ser motivo de irritação? Pois eu já… É muito comum as pessoas confundirem esgotamento mental e depressão porque esses dois problemas têm sintomas em comum. O esgotamento está geralmente associado ao estresse do trabalho e ao desgaste mental. Depressão pode ou não estar relacionada ao trabalho. Pessoas com esgotamento mental apresentam problemas de atenção e o nível de esgotamento pode ser medido de acordo com o número de lapsos cognitivos que a pessoa tem em um dia, tais como dizer coisas sem pensar, esquecer nomes, não reparar em um sinal vermelho enquanto dirige… Estudos têm demonstrado que os homens apresentam mais dificuldade em assumir que estão esgotados. Muitos deles acham que isso é um sinal de fraqueza. Outros estão tão absorvidos em prover as necess…

A importância de saber se desconectar

Imagem
Por Tânia Oliveira, psicóloga
Na era da globalização, desconectar-se da rotina e especialmente do trabalho parece uma tarefa impossível. Encontrar um equilíbrio entre o tempo que dedicamos ao trabalho e o tempo livre de que dispomos pode nos parecer irrelevante. Irrelevante no sentido de que não dedicamos muito tempo a pensar de forma explícita nisso. Mas o certo é que não fazer isso pode levar a uma acumulação de estresse que, a longo prazo, se transforma em ansiedade, com efeitos preocupantes sobre a nossa saúde. Paradoxalmente, quando nos agarramos muito ao trabalho, sabotamos a nossa vida por causa dessa obsessão. Se a mente estiver cansada, ela se torna menos eficiente e tem um rendimento menor. Nesse ponto, quanto mais trabalhamos, menos resultados obtemos. A frustração aumenta e as decisões importantes são adiadas ou tornam-se menos assertivas.
“Quando não conseguimos encontrar tranquilidade dentro de nós mesmos, de nada serve procurá-la noutro lugar.” –François de…

Não há receita certa para criar filho

Imagem
por Nívea Salgado
A maternidade é mesmo uma caixinha de surpresas. No início, você percebe que tudo o que você acreditava ser certo para criar um filho não se aplica necessariamente ao seu. Você achava que conseguiria fazê-lo dormir acordado no berço, mas ele só dorme ninado no colo. Ou achava que ele adoraria mamão (que você ama, por sinal), mas é a fruta que ele mais detesta. O tempo passa e você vai pegando o jeito do pequeno. Aprende que tem que ser mais flexível com as suas expectativas, mas se esquece de fazer o mesmo com as outras mães. Sabe qual é o resultado? Uma série de julgamentos! Você pensa consigo mesma: “eu nunca deixaria meu filho na escola em tempo integral, eu jamais teria uma babá de segunda a sexta para delegar seus cuidados”. Mas eu não me iludo: sei que outras mães podem considerar vários dos meus hábitos uma loucura (afinal, minha filha não come só coisas naturais – já comeu, mas ao longo do tempo fui liberando algumas “besteiras”. E ainda me cha…

A RECEITA DO PAPA FRANCISCO PARA FAZER O AMOR DURAR

Hoje em dia existe muito medo de tomar decisões definitivas, como a de casar-se, pois as pessoas consideram impossível manter o amor vivo ao longo dos anos. O PapaFrancisco fala deste tema e nos convida a não nos deixarmos vencer pela “cultura do provisório”, pois o amor que fundamenta uma família é um amor para sempre.
O que entendemos por “amor”? Com a sabedoria e a simplicidade que o caracterizam, o PapaFrancisco começa com um importante esclarecimento sobre o verdadeiro significado do amor, já que, diante do medo do “para sempre”, muitos dizem: “Ficaremos juntos enquanto o amor durar”. Então, ele pergunta: “O que entendemos por ‘amor‘? Só um sentimento, uma condição psicofísica? Certamente, se é assim, não se pode construir nada sólido. Mas se o amor é uma relação, então é uma realidade que cresce, e também podemos dizer, por exemplo, que se constrói como uma casa. E a casa é construída em companhia do outro, não sozinhos! Não queiram construí-la sobre a areia dos sentimentos,…

É assim que o amor morre

Por Diana Cantor Martinez
Amanda acaba de chegar do trabalho e com pressa, corre de um quarto ao outro procurando seu vestido e seus sapatos para o coquetel anual de fim de ano na empresa em que trabalha. Com a ilusão de que este ano Francisco irá acompanhá-la, ela termina de se arrumar, mas os minutos passam, já é hora de ir e Francisco ainda não chegou. Ela decide sair, pois não quer chegar atrasada. Já na reunião, ela recebe uma mensagem de Francisco: “Acabei de chegar em casa e estou exausto, aproveite a sua noite.” Esta é uma história que entre eles já se repetiu uma ou outra vez. Praticamente nunca saem juntos. Tudo começou anos atrás, quando Amanda começou a sair sozinha porque Francisco não gostava muito de encontros sociais. No entanto, nas reuniões de família também é óbvia a distância e afastamento entre os dois. Em um dia normal Amanda geralmente chega primeiro em casa, ela nunca espera Francisco para jantar e quase nunca espera acordada. Na noite do coquete…