O Melhor presente para o Dia dos Namorados

 Muitos se queixam da pressão que experimentam, conforme o dia dos namorados se aproxima: eles(as) precisam comprar um presente, mas nem sempre sabem o que dar.

O que percebo é que, apesar de todas as pressões do comércio e da mídia em geral, não é exatamente um presente o que as pessoas mais desejam no dia dos namorados. Quando os solteiros querem ter alguém, é claro que não é pelo presente. Quando quem tem um par celebram o dia dos namorados, o presente é a coisa de menor importância.

É verdade que dar um presente é um gesto simbólico, que tem um valor que vai muito além do financeiro. Um presente pode significar carinho, preocupação, vontade de agradar a outra pessoa, de dizer como ela é importante... Mas será que é somente o presente que demonstra tudo isso? Será que é realmente do presente que as pessoas necessitam? Penso que não.

O presente mais desejado não é exatamente aquele que pode ser comprado em uma loja, que tem um valor financeiro. O presente mais desejado não esvazia os bolsos, não esgota das lojas, não vem na fatura do cartão de crédito nem precisa fazer ninguém rodar todos os shoppings em busca dele. O melhor presente é o mais simples de todos, pois, para dá-lo a alguém, não é preciso de nada além de boa vontade. O melhor presente não é concreto, não é palpável, não pode ser colocado na estante ou na bolsa.

O presente que todo mundo – solteiros, enrolados, namorados, casados – realmente deseja é mais valioso que qualquer objeto: são gestos, atitudes e palavras que demonstrem carinho, valorização e amor.

Melhor do que ganhar um perfume ou uma roupa nova é receber elogios e, com isso, se sentir mais bonito(a). Melhor do que ganhar um anel é ser tratada com carinho e delicadeza. Melhor do que ganhar um relógio é ser valorizado como pessoa. Melhor do que comemorar o dia dos namorados saindo para jantar ou fazendo uma viagem é ter mais momentos, ao longo de todo o ano, para o casal se curtir.

Essas são as coisas verdadeiramente importantes, e é justamente para isso que tantas pessoas desejam ter um relacionamento. Procure se lembrar disso não apenas em uma data específica, mas durante o ano inteiro. Dê também presentes “compráveis”, afinal eles fazem parte de nossa cultura e é difícil escapar deles, mas tenha em mente que estes presentes não são os mais importantes, e estão longe de ser os que mais demonstram seus sentimentos à outra pessoa. Estas demonstrações devem vir principalmente de palavras, gestos e atitudes. Estes sim são os melhores presentes!

Por Dra. Mariana Santiago de Matos
Psicóloga 

Fonte: Par Perfeito

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Terapia Sexual - como é?