Postagens

Mostrando postagens de 2010

IAP Cursos e Acompanhamento Psicológico em Concursos Públicos

Imagem
Agora somos parceiros do IAP Cursos, referência em preparação para concursos públicos no RN.
Através do IAPCard, cartão fidelidade dirigido aos alunos do IAP Cursos e que oferece descontos em serviços de diversos segmentos, ofertamos 30% de desconto nos serviços oferecidos pela Clínica Sentire Psicologia.
O equilíbrio emocional é requisito fundamental na preparação para concursos públicos, pois além de coragem, dedicação e empenho, é preciso comprometer-se com o projeto pessoal de crescer e ser aprovado.
Por acreditarmos no potencial do ser humano é que oferecemos acompanhamento psicológico aos candidatos que inclui manejo de estresse e ansiedade tão comuns na preparação para concursos, melhoria de aspectos como autoconfiança e auto-estima, aprendizagem de técnicas adequadas de estudo e finalmente a estruturação dos melhores caminhos rumo à aprovação.


Contato: Clínica Sentire Psicologia - (84) 3206 2083

Finais e Recomeços - O processo de aprendizagem do amor

Por Maria Lúcia Pinheiro Publicado na Revista Vitrine - Natal-RN
O final de um relacionamento amoroso provoca um sentimento arrasador de perda. A impressão é de que a vida perdeu o sentido, que sonhos e planos foram destruídos, que o tempo e os nossos investimentos foram em vão. O outro se torna uma ausência, uma falta dolorosamente sentida. Em períodos como esse, algumas pessoas se desesperam, outras ficam deprimidas e existe ainda as que demonstram alegria e entusiasmo. Neste momento, é importante investir em si mesmo, avaliar os acontecimentos e sentimentos transformando este momento de dor em oportunidade de crescimento.
O fim de uma história de amor traz consigo um drama. Como cada relação é única e tem um fim diferente, a duração e a intensidade do sofrimento serão diversificados. Embora apareçam sentimentos diferentes e confusos, geralmente, quando uma relação amorosa termina, existe uma carga de sofrimento muito intensa. Existe uma sensação de fracasso, de derrota, que podem esta…

O caso de Isabella – o caso de todos nós

Por Maria Lúcia Pinheiro

       A comoção social provocada pelo assassinato da menina Isabela foi intensa. As notícias na imprensa e as manifestações públicas revelam o poder mobilizador desta tragédia. Nos identificamos e lutamos por justiça com aquela família, conseguimos visualizar seus sentimentos, mesmo sem conhecê-los. A força bonita da natureza humana emerge em nossa capacidade de empatia. A morte daquela criança nos comove ao tocar nossas feridas infantis, nossos medos e vulnerabilidades.       Todos fomos crianças como ela, mesmo que cada uma de nossas histórias seja única e diferente, nós já tivemos a idade de Isabella – tivemos medo por sermos frágeis e nos sentimos, muitas vezes, impotentes diante de problemas, brincamos e fantasiamos o mundo adulto, acreditamos em heróis, sonhamos com o futuro. Olhamos a menina e nos vemos refletidos nela, a criança alegre com sonhos e medos, frágil e vulnerável. E é muito provável que em nossas recordações esta época tenha sido um dos mome…

Freud explica: Big Brother Brasil e a epidemia da projeção

por Maria Lúcia Pinheiro
Freud é famoso por explicar muitas coisas. Recorrerei aos seus ensinamentos para analisar a surpreendente lógica do Big Brother Brasil:
Mais do que o voyerismo que alimenta o desejo de espiar, o mecanismo de projeção parece alimentar a audiência do programa. A curiosidade sobre a vida alheia está relacionada a necessidade de nos vermos como parte de um todo, serve como uma verificação da normalidade de nossa individualidade secreta. O desejo de integração, de sermos aceitos.
Entretanto, vemos na TV, constantemente, ícones de perfeição: corpos sarados, rostos retocados, encontro de almas-gêmeas em amores eternos, separações sem sofrimento, superação e recomeço instantâneos, para citar apenas algumas das imagens inatingíveis que nos ensinam a desejar todos os dias. Então, não nos sentimos iguais, não cabemos no modelito, não atendemos às expectativas. E isso causa sofrimento, frustração, conflito. Inspira a luta implacável contra o tempo, contra a natureza e até co…

Atendimento em Sexologia (Terapia Sexual)

Abertas inscrições de cadastramento para atendimeno em SEXOLOGIA pelo curso de Especialização da FAERN (Natal-RN). Consultas com tabela especial de valores. Informações e inscrições: 9636-1468 ou 3206-2083

Cor-de-rosa-choque

Por Maria Lúcia Pinheiro Em homenagem à todas as Mulheres, no Dia Internacional da Mulher:
A cor-de-rosa é associada ao feminino, entendida como fragilidade e romantismo. Mas o rosa tem vários nuances, inclusive a cor-de-rosa-choque. As mulheres são como a cor-de-rosa, podem ser delicadas, mas são muito fortes também. As mulheres não são frágeis, existe o poder feminino, da sensibilidade, da doçura e da paixão.
Ao longo da história, as mulheres foram subjugadas e oprimidas pela força masculina. Força física e da racionalidade. Assim, por um longo período houve o domínio patriarcal na sociedade. A libertação feminina dos últimos 40 anos, trouxe à mulher uma consciência maior do seu corpo, dos seus direitos e do seu poder. As feministas queimaram sutiãs acreditando que eles eram símbolo da opressão masculina, que a luta era contra os homens. Ledo engano! O movimento era de reencontro, de reconciliação com a natureza feminina. Assim, as mulheres continuaram usando sutiãs. Afinal, o que ele …

Psicoterapia: Uma caminhada surpreendente de auto-descoberta e transformação

Por Maria Lúcia Pinheiro, psicóloga
(Clínica Sentire – 3206-2083)
A psicoterapia é um valioso auxílio nas dificuldades da vida em todas as formas de sofrimento, não é exclusiva aos graves distúrbios mentais. Diferente das conversas com amigos, a psicologia é uma ciência que estuda a mente e o comportamento humano. Ocupa hoje um lugar fundamental na área da saúde, traz uma visão integrada do homem, considerando as dimensões orgânicas, psíquicas e sociais determinantes na existência humana e seus problemas. O processo de psicoterapia é como uma viagem de exploração sobre si mesmo, ajuda a nos conhecermos melhor para podermos decidir o que fazer, o que mudar e o que preservar. O psicólogo é o profissional habilitado para conduzi-lo nesse processo de descoberta e mudança.
Deve-se procurar psicoterapia quando existem entraves no desenvolvimento pessoal, algum sofrimento que não consegue superá-lo. Quando alguém está em situações que não consegue dar respostas satisfatórias com os recursos que…